Notícias

Anais do III ENPJA são publicados

A Coordenação Científica do III Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo Ambiental (ENPJA) torna público os Anais do evento, realizado em sua terceira edição, no dia 20 de outubro de 2015, em São Paulo – SP, como parte da programação do VI Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental (CBJA).

Os textos estão disponíveis no site enpja.com.br, com livre acesso. Os artigos reúnem uma produção variada e abrangente de grupos de pesquisa, bem como de doutores, doutorandos, mestres e iniciantes na pesquisa. 

Durante o III ENPJA, as pesquisas foram apresentados em três mesas: Teorias, metodologias, lugares de pesquisa; Jornais, revistas, fotografia; e Assessorias, televisão, internet. O Jornalismo Ambiental foi o elemento que entrelaçou as diversas perspectivas apresentadas. Toda essa riqueza, que gerou reflexões e debates ao vivo no evento, agora está à disposição. 

Acesse, leia e divulgue: enpja.com.br

 

III ENPJA mobiliza pesquisadores em torno da questão ambiental

enpja

As atividades reuniram 20 trabalhos desenvolvidos em dez estados do Brasil

O III ENPJA (Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo Ambiental) foi realizado em São Paulo no dia 20 de outubro, durante a programação do VI Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental (CBJA). No encontro foram apresentados 20 trabalhos sobre teorias, processos e produtos ligados ao jornalismo ambiental, desenvolvidos por estudantes e pesquisadores advindos de todas as regiões do país e universidades de dez estados brasileiros.

As boas-vindas aos participantes de diversas áreas do conhecimento ficaram a cargo da professora Ilza Girardi (UFRGS), que recordou os primeiros encontros e o crescimento desse evento ao longo de suas três edições.

Dal Marcondes, da Agência Envolverde e coordenador dessa edição do CBJA, destacou a trajetória do Congresso. Neste ano, completa-se uma década da realização do primeiro evento, que aconteceu em Santos (SP). Segundo ele, a importância do ENPJA está no fato de que a área ambiental precisa desenvolver bases científicas concretas. “Muitas vezes, as pessoas nos confundem com ambientalistas. Mas nós somos jornalistas que trabalham com olhar de sustentabilidade sobre todas as pautas”, afirmou.

A jornalista Carine Massierer (Emater-RS), que compunha a mesa de abertura, falou sobre a necessidade de se instaurarem espaços de pesquisa em meio ambiente. “Isso é importante para que caminhemos para a consolidação da área e a sensibilização de todos”, reforçou.

Ainda pela manhã, a mesa coordenada pela prof. Ilza Girardi reuniu trabalhos sobre questões teóricas e epistemológicas da pesquisa em Jornalismo Ambiental. Temas como discurso, risco e a própria noção de ambiente foram trazidos pelas participantes. Os trabalhos apresentados durante a primeira mesa da tarde, coordenada pela doutoranda em Meio Ambiente e Desenvolvimento na UFPR, Eloisa Loose, discutiram a abordagem ambiental em veículos impressos. Na mesa seguinte, que teve a coordenação de Carine Massierer, os participantes debateram a prática do Jornalismo Ambiental na internet, na televisão e através do fotojornalismo. Eles também avaliaram os conteúdos produzidos por assessorias de comunicação.

Claudia Herte de Moraes, que coordenou esta edição, avalia positivamente a realização do III ENPJA. “O Encontro mostrou que há vários grupos de pesquisa se dedicando ao tema do Jornalismo Ambiental e em todas as regiões do Brasil. Além disso, mostrou uma variedade de metodologias e aportes teóricos que dão corpo aos estudos da área”, disse. Ela destacou os debates gerados com a apresentação dos artigos, proporcionando uma troca de conhecimentos importante e oxigenando os trabalhos em andamento e estimulando as futuras pesquisas.

“Gostei também da presença da Iniciação Científica, que mais uma vez aponta para uma consolidação da pesquisa nesta área, pois atinge os pesquisadores iniciantes que têm, sem dúvida um bonito caminho, junto aos orientadores, para o aprofundamento de estudos,” concluiu.

A próxima edição do ENPJA acontecerá em 2017 em local a ser definido. Continuem acompanhando as nossas informações neste site e também em https://www.facebook.com/IIIENPJA

Jornalistas responsáveis: Ângela Camana, Débora Gallas e Eutalita Bezerra

 

III ENPJA acontece nesta terça-feira, 20 de outubro

Tudo pronto para o III Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo Ambiental, que acontece nesta terça-feira, 20 de outubro, na sala 3 do 6° Andar (Torre A) do SESC Vila Mariana, em São Paulo (SP). O evento integra o VI Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental (CBJA). Os participantes do VI CBJA também são convidados a assistir as apresentações.

A abertura do evento acontece às 9h45 com a mesa composta pela Profa. Dra. Ilza Girardi, professora da UFRGS e coordenadora do Grupo de Pesquisa em Jornalismo Ambiental (GPJA) CNPq/UFRGS, e pela Mestre em Comunicação e Informação Carine Massierer, jornalista da Emater/RS-Ascar e pesquisadora integrante do GPJA.

As apresentações de trabalhos, que serão divididas em três mesas, iniciam-se às 10h15, com tema Teorias, metodologias, lugares de pesquisa. Para esta mesa, coordenada pela professora Ilza Girardi, estão confirmados oito trabalhos.

Já à tarde, a partir das 14h, haverá a mesa Jornais, revistas, fotografia, sob a coordenação da doutoranda Eloisa Loose, com a apresentação de sete artigos.

Às 16h10 iniciam-se as apresentações de outros sete trabalhos relacionados às Assessorias, televisão e internet. A mesa será coordenada pela Mestre Carine Massierer.

Estão reservados 10 minutos por apresentação e outros 45 a 60 minutos para o debate em cada mesa.

Acompanhem a nossa cobertura em https://www.facebook.com/IIIENPJA

Jornalista responsável: Eutalita Bezerra

 

Intercâmbio de saberes é a tônica do IV Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental

A gama de atividades a serem realizadas durante o IV Congresso de Jornalismo Ambiental é, como o próprio ambiente natural, bastante diversificada. A movimentação inicia já na manhã de 20 de outubro, com as apresentações do III Encontro de Pesquisadores em Jornalismo Ambiental e se estende ao longo de dois dias repletos de atividades.

Três palestras serão realizadas para marcar cada fase da realização do IV CBJA: a de abertura oficial na primeira noite, uma de sensibilização para os trabalhos e a de encerramento, quando o congresso já estará chegando ao fim, mas que antecederá a plenária da Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental – uma das principais articuladoras para a realização do evento.

Semelhantes a painéis, a proposta dos Diálogos a serem realizados durante o evento totaliza cinco momentos em que serão tematizados assuntos como o jornalismo e a cidade, as mudanças climáticas, os resíduos sólidos, a crise de abastecimento de água e energia e a convergência de mídias e novos negócios do jornalismo. Os Diálogos, assim como as palestras, estão diluídos ao longo da programação principal do Congresso e poderão ser acompanhados por todos os participantes.

Ainda dentro das atividades a serem realizadas durante o evento há as rodas de conversa. Ao todo serão seis momentos para o relato e troca de experiências de convidados a partir da atuação de um mediador. Tanto na quarta (21) quanto na quinta-feira (22), três rodas de conversa ocorrerão de modo simultâneo no período da tarde (confira horários e locais na programação), então é importante escolher com antecedência de qual deles você irá participar.

O encerramento do IV CBJA será marcado pela plenária da Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental, a partir das 18h30. O encerramento das atividades está previsto para às 20h.
Para saber mais sobre o evento e garantir sua participação (inscrições gratuitas), acesse o site: http://jornalismoambiental.org.br/

Jornalista responsável: Janaíne Kronbauer dos Santos

 

Confira detalhes da programação do III Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo Ambiental

Atividade integra o VI Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental e ocorre em São Paulo no dia 20 de outubro

As mesas e apresentações científicas que compõem o III Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo Ambiental têm data e local confirmado: dia 20 de outubro (terça-feira), no SESC Vila Mariana, em São Paulo (SP). O evento de pesquisa antecede a realização do VI Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental, que se estende até o dia 22 de outubro.

A abertura do III ENPJA acontece às 9h45, com mesa composta pela Profa. Dra. Ilza Girardi, professora da UFRGS e coordenadora do Grupo de Pesquisa em Jornalismo Ambiental (GPJA) CNPq/UFRGS, e pela Mestre em Comunicação e Informação Carine Massierer, jornalista da Emater/RS-Ascar e pesquisadora integrante do GPJA.

As apresentações dos 22 trabalhos selecionados ocorrem em três mesas: a primeira apresenta o tema Teorias, metodologias, lugares de pesquisa, é coordenada pela Profa. Dra. Ilza Girardi e tem início às 10h15; a segunda, com foco em Jornais, revistas, fotografia, ocorre a partir das 12h40 e tem coordenação de Eloisa Beling Loose, Doutoranda em Meio Ambiente e Desenvolvimento na UFPR e integrante do GPJA; as atividades continuam às 16h10 na terceira mesa, Assessorias, televisão, internet, coordenada pela Jornalista Mestre Carine Massierer.

Para garantir a participação no III ENPJA, basta realizar a inscrição gratuita através do site do VI CBJA: http://jornalismoambiental.org.br/inscreva-se-no-congresso. A lista de trabalhos a serem apresentados no encontro pode ser conferida aqui.

Jornalista responsável: Débora Gallas

 

O próximo ENPJA acontece em outubro de 2015, em São Paulo, fazendo parte da programação do VI Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental.

A chamada de trabalhos já está disponível, dirigida a pesquisadores que tratem do binômio jornalismo – meio ambiente. São aceitos trabalhos individuais, de grupos de pesquisadores e também na categoria Iniciação Científica.

O prazo para envio dos trabalhos completos é 30 de junho. Confira as normas de submissão aqui.

Saiba mais sobre o CBJA 2015