Normas

Chamada de artigos / Call for papers 2015

III Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo Ambiental
VI Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental – CBJA
Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental – RBJA

A Comissão Científica do Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo Ambiental (ENPJA) torna pública a chamada de trabalhos para a terceira edição do evento, a ser realizada em outubro de 2015, em São Paulo – SP. O evento é parte da programação do VI Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental (CBJA). O ENPJA acolhe textos de pesquisadores brasileiros e estrangeiros que abordem temáticas concernentes ao binômio jornalismo e meio ambiente e se encaixem em uma das duas categorias de trabalho, conforme definido pelo presente edital.

1. Escopo, objetivos e ementa
Problemas ambientais atuais reafirmam o alerta dado por ambientalistas e cientistas há várias décadas. O planeta dá sinais de esgotamento. Um dos mais recentes problemas estruturais atingiu seu ápice no ano de 2014, com a crise hídrica no estado de São Paulo, que demonstrou a dependência do volume de chuvas e a falta de investimentos em projetos que protejam nascentes e cuidem das florestas, responsáveis pela preservação também da água, vital para todos os seres. Este caso, assim como tantos outros que vemos aflorar na imprensa brasileira, nos leva a questionar sobre a falta de ação na direção da sustentabilidade por parte de atores sociais importantes, especialmente de governos. Além da questão do racionamento da água, o fornecimento de energia teve aumento do custo ambiental, já que as hidrelétricas não dão conta da demanda energética. A produção de energia hidrelétrica, motivada pela necessidade de crescimento econômico, gera impactos sociais e ambientais, principalmente se advinda de grandes empreendimentos.
O Brasil é um país que, mesmo combatendo a pobreza, ainda traz índices pouco satisfatórios em relação à situação das populações frente à falta de saneamento e à grande produção de lixo, que, na grande maioria das vezes, não possui descarte adequado. Os agrotóxicos continuam sendo usados, gerando graves prejuízos para a saúde e para o ambiente. A cultura do consumismo impera, o que acarreta mais exploração da natureza e mais emissões de gases de efeito estufa que aceleram as mudanças do clima, só para citar algumas consequências. Há muitos problemas e as soluções são pouco debatidas.
A cidadania é uma construção e uma conquista que tem como insumo básico a informação qualificada, que tem o potencial de desencadear o debate político e, quiçá, transformações na sociedade. É nesse contexto que o jornalismo ambiental mostra-se um ator fundamental.
Mas, como o jornalismo está cobrindo tais fatos? De que forma é possível colaborar e produzir mais conhecimento para questões complexas, que envolvem ainda conflitos socioambientais no campo e na cidade? Por que o olhar ambiental ainda não foi incorporado à prática cotidiana do jornalismo? É possível fazer jornalismo ambiental num país cujos governantes desconectam a economia da ecologia?
Assim, o objetivo deste III ENPJA é abrir espaço para reflexões sobre as pesquisas realizadas no campo do jornalismo ambiental, destacando a função social do jornalismo no fomento da discussão de questões ambientais. Cada vez mais é preciso atuar para que a maior parte da população seja informada sobre as escolhas possíveis para diminuir os impactos da degradação ambiental. Desta forma, convidamos os pesquisadores a enviar suas submissões, e encorajamos contribuições de grupos de pesquisa, doutorandos, mestrandos e jovens pesquisadores. Artigos oriundos de pesquisas e reflexões fora do escopo desta chamada serão aceitos, desde que tratem de objetos relacionados a temas socioambientais e suas relações com o jornalismo.

2. Categorias para apresentação de trabalhos – Os interessados em apresentar trabalho no III ENPJA devem submetê-lo a uma das seguintes categorias:
2.1. Comunicações Livres – Acolherá textos propostos por doutores, doutorandos, mestres ou mestrandos.
2.2. Iniciação Científica – Reservada para trabalhos de graduados e graduandos, bolsistas de iniciação científica ou extensão. Em caso de trabalhos de graduandos é obrigatória a assinatura conjunta do orientador como segundo autor. A coautoria do professor-orientador não inviabiliza sua participação como primeiro autor de proposta na sessão de Comunicações Livres.
Serão aceitos trabalhos com até três autores, exceto no caso de Grupos ou Projetos de Pesquisa devidamente registrados e identificados em nota de rodapé no texto. Cada autor somente poderá submeter um texto, com a ressalva para os casos de orientadores dos trabalhos de Iniciação Científica, conforme explicitado no item 2.2.

3. Submissão dos textos completos – Os trabalhos serão recebidos de 24 de abril a 20 de julho. Serão aceitos trabalhos em português e espanhol. Os interessados devem usar o template do evento, disponível aqui, seguindo obrigatoriamente as regras de formatação nele contidas. Os trabalhos devem ser enviados já revisados e no prazo estabelecido ao endereço enpja@jornalismoemeioambiente.com. Trabalhos que não utilizem o template e fora da formatação solicitada não serão avaliados.

4. Avaliação, seleção e publicação dos resultados – O processo de avaliação será gerenciado pela coordenação da Comissão Científica. Os trabalhos que estiverem adequados às regras estabelecidas serão avaliados em seu mérito científico no sistema double blind peer review, ou seja, por dois membros da Comissão e sem a identificação dos autores. Caberá ao coordenador do processo fazer a criteriosa distribuição dos trabalhos submetidos evitando conflitos de interesse (relações de orientação e de pesquisa). Serão consideradas aprovadas somente as comunicações que receberem dois pareceres favoráveis.
À critério da Comissão, trabalhos submetidos à categoria Iniciação Científica poderão receber sugestões de alterações, ficando seu aceite final condicionado aos ajustes e devolução no prazo estabelecido. Nesse caso, a não devolução do texto em segunda versão resultará em descredenciamento da listagem final de aceites. Não caberá recurso ao parecer da Comissão.

5. Avaliação dos trabalhos – Casos de empate serão decididos por um terceiro parecerista indicado pela Comissão. O trabalho será avaliado sob os seguintes critérios: pertinência ao campo da pesquisa em jornalismo e meio ambiente; relevância científica; explicitação do problema, objetivos e resultados; adequação da bibliografia trabalhada; qualidade da reflexão teórica; explicitação e consistência da metodologia (quando pertinente); domínio da linguagem científica.

6. Inscrição e publicação nos anais – Após a publicação da listagem definitiva de aceites, os autores dos trabalhos selecionados deverão efetuar sua inscrição no prazo estipulado, efetivando o pagamento da taxa de inscrição conforme as regras do VI Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental para garantir a publicação do texto nos Anais do evento. Na hipótese de aceitação do trabalho para apresentação no Congresso, automaticamente o(s) autor(s) estará(ão) outorgando à Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental o direito de reprodução do texto nos Anais do III Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo Ambiental. Na hipótese de coautoria, todos os autores que desejarem certificado, inclusive professores-orientadores, deverão efetuar sua inscrição no evento.

Síntese das datas

1. Período de recebimento de trabalhos: 24 de abril a 20 de julho

2. Divulgação dos trabalhos aceitos: 30 de setembro

a) Comunicações Livres (resultado final): 10 de setembro
b) Iniciação Científica – Fase 1: 10 de setembro

– Período de ajustes para trabalhos aceitos com condicionantes (somente para Iniciação Científica): 10 de setembro a 25 de setembro.
– Recebimento dos trabalhos após a revisão (somente para Iniciação Científica):  até 30 de setembro.
– Divulgação final dos aceites para Iniciação Científica: até 30 de setembro.

d. Realização do III ENPJA:  outubro de 2015

Sobre a participação da Comissão Científica no ENPJA – Membros da Comissão Científica somente poderão submeter trabalhos em categorias nas quais não atuem como pareceristas. A coordenação, todavia, fica impedida de participar com artigos nesta edição.

Casos omissos – Os casos omissos serão decididos de forma colegiada pela Comissão Científica. Não caberá recurso ao julgamento da Comissão.

Para submeter trabalhos, utilize o template do evento. Atenção: o(s) autor(es) deverá(ão) enviar dois arquivos, um deles contendo a folha de identificação e um segundo sem identificação de autoria. Seguir as regras explicitadas no template.

template_iii_enpja_msword

template_iii_enpja_openoffice1

Envie os arquivos no prazo estipulado para: enpja@jornalismoemeioambiente.com. A coordenação confirmará o recebimento em até 48h. Conforme definido pelo edital, trabalhos que não utilizem o template e não sigam as regras de formatação não serão avaliados.

3 ideias sobre “Normas

  1. Pingback: CCST - Centro de Ciência do Sistema Terrestre

  2. Pingback: Venha debater as pautas ambientais do século 21! - Blog do Meio Ambiente - Blog do Meio Ambiente

  3. Pingback: 6° edição do Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental (CBJA) nos dias 20, 21 e 22 de outubro de 2015 | Brasil Ambiental

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s